©

A Feijuca “surgiu” ainda filhote debaixo do carro da “mãe” dela, que estava dentro da garagem. Toda pulguenta e quase sem pelos, ela tinha apenas 25cm (hoje, em pé, é do tamanho da sua dona). Ia ser encaminhada para adoção, mas sua irmã dalmata pediu para a “mãe” delas que a deixasse ficar. É viciada em barulho de bichinho de pelúcia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *